2B Educação

Pedagogo, e se a prova fosse hoje?

20/11/2018

Pedagogo, e se a prova fosse hoje?
(POLÍCIA MILITAR/MG - IBFC - 2015)
A abordagem da história e cultura afro-brasileira, como conteúdo curricular da Educação Básica, implica no enfretamento de inúmeros desafios, dos pontos de vista político-social e teórico-conceitual. Nesse sentido, analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa incorreta.

A) Apresentar um conteúdo de fortes significações político sociais no contexto da sociedade brasileira, marcada por disputas e conflitos, por opressões e desigualdades que, historicamente, têm reservado aos afrodescendentes e às suas histórias e culturas, um lugar de subalternidade e de desqualificação.
 

B) O desafio está em desenvolver um trabalho pedagógico em torno da história e cultura afro-brasileira, considerando que essa proposta requer muito mais do que introduzir novos conteúdos nos programas escolares.

C) Trata-se de uma oportunidade ímpar para se propor reflexões e para construção de novas compreensões sobre a nossa história e cultura e na desconstrução de algumas narrativas históricas que nos acostumamos a ouvir na escola e nos meios de comunicação em diferentes espaços de aprendizagem e de convivência social.

D) Pensar que os momentos históricos foram marcados por pontos de vista interpretativo de cada época, por interesses de diferentes grupos sociais e por perspectivas analíticas inacabadas do presente.

 

Grau de dificuldade: INTERMEDIÁRIO

 

Alternativa A: INCORRETA. O § 2o da Resolução Nº 1, de 17 de junho de 2004, afirma que o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana tem por objetivo o reconhecimento e valorização da identidade, história e cultura dos afro-brasileiros, bem como a garantia de reconhecimento e igualdade de valorização das raízes africanas da nação brasileira, ao lado das indígenas, europeias, asiáticas.

Alternativa B: INCORRETA. As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africanas constituem-se de orientações, princípios e fundamentos para o planejamento, execução e avaliação da Educação, e têm por meta, promover a educação de cidadãos atuantes e conscientes no seio da sociedade multicultural e pluriétnica do Brasil, buscando relações étnico-sociais positivas, rumo à construção de nação democrática.

Alternativa C: INCORRETA. § 1° da Resolução Nº 1, de 17 de junho de 2004, defende que a Educação das Relações Étnico-raciais tem por objetivo a divulgação e produção de conhecimentos, bem como de atitudes, posturas e valores que eduquem cidadãos quanto à pluralidade étnico-racial, tornando-os capazes de interagir e de negociar objetivos comuns que garantam, a todos, respeito aos direitos legais e valorização de identidade, na busca da consolidação da democracia brasileira.

Alternativa D: CORRETA. A Resolução No 1, de 17 de junho de 2004, em seu Art. 4° afirma que os sistemas e os estabelecimentos de ensino poderão estabelecer canais de comunicação com grupos do Movimento Negro, grupos culturais negros, instituições formadoras de professores, núcleos de estudos e pesquisas, como os Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros, com a finalidade de buscar subsídios e trocar experiências para planos institucionais, planos pedagógicos e projetos de ensino.


Essa e outras questões para se preparar para o Concurso Público dos seus sonhos, você encontra no livro 600 Questões Comentadas de Provas e Concursos em Pedagogia.